A mediocridade que me irrita



Vamos observar o significado da palavra MEDÍOCRE no Google.


Medíocre: adjetivo de dois gêneros

1. de qualidade média, comum; mediano, meão, modesto, pequeno. "salário m., condição m."

2. PEJORATIVO sem expressão ou originalidade; mediano, pobre, banal.


Eu faço parte de vários grupos no Facebook, sigo diversas pessoas, tenho amizade com muita gente, a minha vida é um livro aberto na internet. Eu sou simpática e respeito a todos - na medida do possível (hahaha) mas posso me considerar uma pessoa sociável, porém isso não significa que eu concorde com tudo e que nada me incomoda.


A verdade é que muita coisa me incomoda e muito...


Comecei a refletir muito sobre mediocridade esse último mês. E o motivo, vou contar pra vcs.


Em um dos grupos que eu participo no Facebook, um membro fez uma postagem pedindo para que a galera parasse de postar assuntos políticos porque aparentemente alguém havia feito um post sobre isso e deu um bafafa danado, parece que teve briga, membros banidos e até post deletado pelo próprio Facebook. Bom, não sei bem o que houve porque infelizmente - ou não - eu perdi essa treta.


Nos comentários dessa postagem suplicando por "paz", tinha alguns membros concordando - dizendo que o grupo não tinha sido criado para discutir política, e tinha outros membros discordando - dizendo que posts políticos são necessários e que precisam ser discutidos civilizadamente.


Se vc me conhece bem vc sabe de qual lado eu fiquei, né?


Se vc ficou confusa (o), eu vou dizer, eu discordei do post e fiquei do lado de quem comentou que política deveria ser discutido sim - que provavelmente foi o lado esquerdo (haha) - piadinhas à parte, nesse texto eu vou explicar porque eu acho isso.


Como descrito no início desse texto, a palavra medíocre vem de mediano, de comum, de simples, banal, pobre. Então pensamos agora em uma pessoa medíocre, podemos falar que é uma pessoa que não necessariamente é má, mas é uma pessoa que não tem opinião, não tem senso crítico, não questiona, não se incomoda com as coisas erradas ao redor dela, não lê, não assiste um filme ou um programa intelectual, não frequenta eventos culturais, não escuta músicas que falam de críticas sociais, não debate nada, não sabe o que está acontecendo no governo nem da sua própria cidade, acredita em tudo que os outros falam para ela, compartilha fake news, só segue perfis de fofoca, não conhece e nem tem interesse em conhecer outras culturas, e nem de entender outras crenças. Medíocre é uma pessoa que vive em uma bolha e só se preocupa com o seu próprio bem estar, que só pensa em bens materiais, que só sabe conversar sobre banalidades, como por exemplo, como está o clima lá fora, ou sobre o carro que porta abre pra cima, ou sobre a celebridade que teve outro filho, ou quando a Apple vai lançar o próximo Iphone.


Sabe aquele meme famoso do filme "O sexto sentido"? Que o menino fala pro Bruce Willis "Eu vejo pessoas mortas" e ele pergunta "Com qual frequência?" e o menino responde "O tempo todo". Troque a palavra "mortas" por "medíocres" e é assim que eu me sinto.


Antes que vc pergunte, vou responder: não há nada de errado em ser banal ... mas só às vezes, está tudo bem se vc quer assistir um besterol americano, um programa de reality show da Globo, se vc quer escutar uma música com letra de corno, se quer saber da última fofoca quentinha da vizinha ou se quer comprar um Iphone. O problema é ser medíocre o tempo inteiro e não se preocupar em evoluir.


Depois que e menina postou pedindo que ninguém mais falasse de política, as minhas notificações desse grupo bombaram o resto do dia, e toda vez que eu clicava, era alguém postando algo pedindo dica de perfume, falando sobre a batata que encontrou em sei lá qual mercado, memes estúpidos, anúncios, alisamento de cabelo, enfim, eram muitos assuntos diversos. Não que esses posts sejam totalmente inúteis - eu adoro batata! Mas é só isso a vida?


Como vc pode falar que se importa com os outros, que quer o bem de todos, que a justiça tem que ser feita, que preconceito é errado, que não se deve discriminar as pessoas, que vc é uma pessoa do bem e não quer guerra com ninguém, se vc NÃO DISCUTE SOBRE POLÍTICA CARALHO!

política


substantivo feminino

1. arte ou ciência de governar.

2. arte ou ciência da organização, direção e administração de nações ou Estados; ciência política.


Me lembro que alguns anos atrás eu também não gostava de falar nesse assunto, era pelo motivo de que eu NÃO SABIA DE NADA e é exatamente por isso que as pessoas evitam falar no assunto, a ignorância além de nos limitar de interagir e entender as outras pessoas, ela nos torna robôs de um sistema que nos guia como se fossemos fantoches. A ignorância faz com que vc aceite qualquer bosta que é empurrado goela abaixo.


Eu perdi muito tempo da minha adolescência e início da vida adulta pensando que todo mundo tinha oportunidades iguais na vida e sonhando sonhos banais, apesar de desde cedo ter um espírito rebelde e questionador, eu fui sugada pelo que a TV mostrava e as coisas que deram errado na minha vida, por exemplo, ter me envolvido com um cara abusivo, foi exatamente porque eu acreditei em príncipes loiros que andavam de cavalo branco que mostravam nos filmes da Disney.


Tenho muito o que aprender e evoluir ainda, não sei quase nada comparando com a imensidão da história humana, e nem precisa vc ser um intelectual, nerd, pós graduado no assunto, basta vc se abrir para o conhecimento, como eu fiz. Um dia eu decidi sair da minha bolha e decidi me abrir para ouvir outras narrativas. Esse já foi um passo bem grande em direção à fazer a diferença, ser uma boa pessoa de verdade, enxergar as injustiças e ser melhor para o mundo, para os outros e para a sociedade.


Não tem como vc conviver em sociedade e escolher não discutir política, não tomar partido, não saber e não fazer questão do que acontece, mas falar por aí que se importa com algo e com alguém. Não, vc não está preocupado com os outros, vc é apenas mais um cidadão medíocre.


Vamos acordar, vamos nos abrir para o conhecimento, vamos parar de pensar que a vida é feita de imagem e bens materiais e que todos nós somos iguais.


Esse texto poderia ser mais rebuscado, poderia ser um artigo digno de prémio escrito por um jornalista com muitos títulos acadêmicos, com um conhecimento específico gigantesco, usando nomenclaturas e jargões intelectuais, mas não é. Esse texto foi escrito por mim, simples, com uma linguagem mundana, escrito por alguém normal, assim como vc, então se eu sai da mediocridade, amiga e amigo, eu tenho certeza que vc também pode sair.


Logue com a sua conta do Facebook e deixe seu like e seu comentário abaixo.